7 MOTIVOS BÍBLICOS PARA SER CONTRA A LEGALIZAÇÃO DAS DROGAS

6528_1491491104

1) A função do Estado, segundo o Apóstolo Paulo, é legislar para o bem das pessoas e praticar a justiça punindo os maus (Rm 13:3-4). O Apóstolo ainda chama as autoridades de “serva de Deus para o seu bem” (Rm 13:4). A noção libertária de um Estado e governo que não interfere em NADA é anti-Bíblica e utópica. Deus não chancela uma liberdade incondicional. Os homens possuem responsabilidade para consigo, o próximo e principalmente, para com Deus.

2) A falta de empatia e compaixão para com o próximo é um pecado por omissão. Tiago nos diz: “Quem sabe que deve fazer o bem e não o faz, comete pecado” (4:17). A omissão diante da auto-destruição do próximo é algo pecaminoso. O cristão deve se importar com a alma e vida dos seres criados a imagem de Deus. Viabilizar a destruição do próximo é um ato pecaminoso.

3) O hedonismo é censurado pelas Escrituras. O Apóstolo Paulo diz que as obras da carne são “imoralidade sexual, impureza e libertinagem” (Gl 5:19) e continua “embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus” (Gl 5:21). Toda forma de louvor e adoração ao “deus prazer” é idolatria. O mesmo Apóstolo, falando a Timóteo nos diz que, um dos sinais da depravação humana que antecederiam a volta de Jesus, seriam homens que seriam “mais amantes dos prazeres do que amigos de Deus” (2 Tm 3:4).

4) A família é a base da sociedade. A estrutura pela qual Deus criou a humanidade, está nessa instituição. O Apóstolo Paulo falando ao jovem Timóteo disse: “Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel” (1 Tm 5:8). Um dos fatores que levam a destruição das famílias são as drogas. O cristão que aprova a legalização, além de estar autenticando a destruição de famílias, lares, casamentos, também negou a fé e se tornou um “Infiel” ou “pagão”.

5) Um dos mandamentos do decálogo é: “Honra a teu pai e a tua mãe, para que se prolonguem os teus dias na terra que o Senhor teu Deus te dá.” (Êx 20:12). As drogas levam pessoas a desonrarem seus pais, e até, as vezes, usarem de violência ou roubá-los, violando assim, outro mandamento: “Não furtarás” (Êx 20:15). O escritor de Provérbios ainda diz: “O que aflige o seu pai, ou manda embora sua mãe, é filho que traz vergonha e desonra” (Pv 19:26).

6) O propósito para o qual Deus criou o homem é para Sua glória e louvor, e para que o homem pudesse desfrutar do seu amor. Mesmo após a queda do homem, Deus proveu a salvação para todo aquele que nele crer (Jo 3:16). O Apóstolo Paulo vai nos dizer que: “Ou não sabeis que o vosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?” (1 Co 6:19). O nosso corpo deve glorificar ao nome do Senhor e servir de templo para Seu Espírito. Toda forma de depravação desse corpo é pecaminoso. Pois toda a criação é propriedade do Criador.

7) Sob o efeito de drogas a sobriedade é deturpada. O Apóstolo Paulo diz; “Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação;” (1 Ts 5:8). A Bíblia descreve vários casos de catástrofes causadas por homens que não estavam sóbrios. Há por exemplo o caso de Ló com suas filhas (Gn 19:32), onde houve um incesto, decorrente de Ló ter sido embrigado por elas.

~~ Fortunato B.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s